sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Haikai V






Como crer no amor?
Vem, da primavera aquém,
Morre feito flor.



7 comentários:

Jones Barreto disse...

Acredito que virei fã dos Haikais. Gosto de lê-los! Valeu!

Evandro Oliveira disse...

Lindo!
Haikais me emocionam, tanta coisa em tão poucos versos.

Estou sentindo sua falta no sabor das letras.

Abraços e bom final de semana.

Felipe Faverani disse...

Oi, Dragoni, tudo bem?
É quase impossível crer na inconstância do amor.
Abraço.

disse...

Gostei!
Haikais, esses poemas fortes e objetivos são de mais.

Abraço

Marcio Nicolau disse...

como não crer?

mesmo que um dia deixe de ser.

Junior Rios disse...

Olá Hélio!Passando para agradecer e retribuir a visita feita ao Sin Parangón, te espero por lá mais vezes!Olha, teu espaço, teus versos são muito inspiradores, muito bons de se ler...Parabéns!Te sigo aqui,ok?

Abraço

Os intrigantes pensamentos da Lud disse...

Oi Hélio, que espaço bacana vc tem aqui! Adorei seu blog e voltarei mais vezes. Muito obrigada pelos elogios feitos ao meu blog, e espero sua visita sempre por lá, viu?
Abraços!