terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Haikai II

O simples me atrai,
Queria, se hoje sou poesia,
Ser apenas Haikai.

3 comentários:

Evandro Oliveira disse...

Lindo fragmento.
Tocou profundamente minha alma.
O simples sempre me toca.

Sou fã do seu blog!

http://sabordaletra.blogspot.com/

Dragoni disse...

Ah, obrigado mesmo Evandro!
Realmente, a simplicidade é cativante! Grande abraço!

Jones Barreto disse...

Dragoni...valeu pela visita lá. Fico satisfeito por ter curtido meu Blog. Comentando aqui para retribuir. Mas, certamente, irei ler suas postagens e as comentarei."Procura-se aflitivamente um pobre caderninho azul que tem escrito na capa a palavra 'endereços' e dentro está todo sujo, rabiscado e velho". Gostei desse tema! As palavras vão se fazendo em nós, sem sabermos o porquê. São simplismente "palavras inatas"!
Abraço!